PERÍMETROS DE INTERVENÇÃO PRIORITÁRIA – OPERAÇÃO URBANA TERMINAIS / MAUSA

logo_centrovivoA quarta área de intervenção prioritária passa por uma abordagem diversa em relação aos perímetros anteriormente descritos, especialmente por se tratarem aqueles de próprios municipais, objetos de demandas razoavelmente claras, o que possibilita a discussão em torno de propostas específicas de intervenção.

No caso do perímetro denominado “Terminais/Mausa”, que comporta dentro de seus limites espaços tão diversos quanto áreas e equipamentos públicos de grande porte – Terminais Central de Integração e Rodoviário, Teatro Municipal -, propriedades particulares, tanto em uso quanto desocupadas – complexo fabril da Mausa -, a abordagem que se faz necessária é outra, relacionada mais à qualificação desses espaços e equipamentos públicos existentes e orientações e incentivos para o desenvolvimento e reestruturação futura da área decorrente da possível alteração nos usos hoje existentes.

A partir dessas considerações iniciais, definiu-se um programa básico para a área, terminal1implementável através do instrumento de uma “operação urbana” para a reestruturação de seu uso e ocupação, através de mecanismos legais e da articulação e cooperação entre os setores público e privado. A possibilidade de uso desse instrumento é prevista no Estatuto da Cidade.

Diretrizes para a transformação da área:

  • Integrar o conjunto conformado por importantes equipamentos públicos de abrangência municipal e regional, edifícios de importância paisagística e área comercial;
  • Incentivar e viabilizar o uso / ocupação dos edifícios privados na ocasião de sua desocupação parcial ou integral compatíveis com as diretrizes do Plano de Ação;
  • Melhoria e articulação do sistema viário;
  • Diversificação de usos, multifuncionalidade dos espaços e diversidade de horários de funcionamento;
  • Instalação de mobiliário urbano conforme parâmetros Plano de Ação;
  • Manutenção das áreas residenciais e estímulo à construção de novas habitações e usos locais de apoio a esse uso residencial;
  • Adequação das vias ao Plano de Mobilidade e aos parâmetros determinados pelo Plano de Ação;
  • Manutenção do uso industrial voltado para indústrias de tecnologia.
  • terminal2